Usa o LinkedIn só para procurar emprego? Repense! 9 dicas

Usa o LinkedIn só para procurar emprego? Repense! 9 dicas

Se há uma rede social a qual você deve se dedicar, tanto como pessoa física quanto empresa, é o LinkedIn. Costumo dizer em minhas consultorias que o LinkedIn é uma rede social de fato "útil", que concretamente pode trazer oportunidades de trabalho, clientes e network. Em tempos de união de talentos, compartilhamento de projetos e soma de expertises, temos um ouro aí.

Antes de ser empreendedora, confesso que não cuidava muito do meu perfil nessa rede. Tinha lá meu currículo pouco detalhado e só olhava de vez em quando para dar parabéns aos aniversariantes e aos colegas com novas posições em seus trabalhos. Vejo colegas talentosíssimos, que estudam, realizam projetos incríveis, que simplesmente não cuidam de seus LinkedIns.

+ 13 dicas para um Instagram relevante

Após alguns cursos, leituras e oportunidades concretas, passei a encarar essa plataforma como um canal de veiculação de conteúdo sobre meu trabalho. Hoje, faço isso para mim, para minha empresa e criei esse produto na Alma. LinkedIn é a melhor plataforma para seu personal branding. É lá que você deve postar os eventos profissionais nos quais esteve presente, o curso que concluiu, o livro que leu relacionado à profissão. Instagram e Facebook cumprem um objetivo mais social e menos corporativo. Explicando de um jeito simples, LinkedIn é o lugar para falar sério.

Obviamente, se você explora todas as potencialidades dessa rede, suas chances de impressionar recrutadores é muito maior. Aqui vão algumas dicas para ter um bom conteúdo no LinkedIn:

1. Defina um universo temático que você quer associar ao seu nome e procure priorizá-lo em suas postagens. Por qual motivo você quer chamar a atenção do mercado? Que assuntos você domina? Como você quer ser reconhecido?

2. Interaja com as pessoas. Curta, comente, compartilhe. Seja ativo.

3. Poste conteúdos autorais, textos seus, sua opinião. E, claro, cuidado para não escrever bobagem.

4. Compartilhe artigos que você achou interessantes, sempre procurando contextualizá-los.

5. Caso esteja procurando emprego, faça um bom resumo de sua trajetória profissional. Lembre-se: recrutadores olham centenas de perfis. Seja preciso e to the point. Mesma regra do currículo: não é necessário colocar TODAS a suas experiências profissionais. Foque nas mais relevantes e que fazem sentido no seu objetivo atual.

6. Considere investir na versão Premium. Entre várias vantagens, você pode mandar mensagens diretas para qualquer pessoa. Isso abre portas, concretamente.

7. Jamais se pronuncie sobre assuntos polêmicos, políticos, religiosos e afins. Mesma regra das outras redes: não poste nada que você não falaria em público, frente a frente.

8. Atenção total à língua portuguesa. No LinkedIn, a tolerância a erros gramaticais é menor e pode tirar você de um páreo profissional. Se você tem dificuldade ou falta tempo para escrever, contrate uma empresa (nós!) para ajudá-lo.

9. Dependendo da sua área profissional, tenha um perfil em inglês.

+ Conheça os serviços de produção de conteúdo para site, blogs e redes sociais da Alma Content

Os comentários estão encerrados.